Av. Josina Machel, 256,
Nampula

Tel/Fax: 26215738/9
dcc.upnampula@gmail.com

Finais de 2007

Ocorrem alterações a nível da Direcção da Universidade Pedagógica – Delegação de Nampula

Nos finais de 2007, ocorrem alterações a nível da Direcção da Universidade Pedagógica – Delegação de Nampula, tanto a nível da sua estrutura quanto da sua composição. A anterior Direcção composta pelo Director da Delegação Prof. Doutor Adelino Zacarias Ivala, pelo Director Adjunto Pedagógico Prof. Doutor João Alberto de Sá e Bonnet e pelo Chefe do Departamento de Administração e Finanças Lucas Macaliha cessa. Passam a compor a Direcção o Director da Delegação Prof. Doutor Mário J. C. Brito dos Santos, o Director Adjunto Pedagógico Lucas Mangrasse e a Directora Adjunta Administrativa Mestre Ermelinda Lúcia A. Mapasse. Determinados em continuar os esforços da anterior Direcção e de todos os funcionários da Delegação e em imprimir maior celeridade no desenvolvimento da Instituição, a nova Direcção aposta em diversos projectos de grande vulto. Em termos físicos, aposta no aumento do espaço de trabalho, com a reabilitação do bloco onde anteriormente funcionava cozinha e casas de banho para o funcionamento dos Departamentos Académicos. A partir de finais de 2010 iniciam obras de ampliação do edifício da Sede para o aumento do espaço de trabalho dos Departamentos Administrativos e realiza-se a reabilitação de uma anterior sala de aulas neste mesmo edifício, sendo transformada em sala de reuniões com sistema de vídeo-conferência.
Agosto do ano 2000

As instalações do antigo Instituto Médio Pedagógico de Napipine passam a pertencer à Universidade Pedagógica – Delegação de Nampula

Em Agosto do ano 2000, as instalações do antigo Instituto Médio Pedagógico de Napipine passam a pertencer à Universidade Pedagógica – Delegação de Nampula. Após as devidas obras de reabilitação, estas instalações são transformadas no Campus Universitário de Napipine, o qual foi inaugurado por Sua Excelência Presidente da República de Moçambique, na altura, Joaquim Alberto Chissano em 24 de Fevereiro de 2001.
11 de Agosto de 1995

Criadas as condições mínimas para o início das aulas

No dia 11 de Agosto encontravam-se já criadas as condições mínimas para o início das aulas. Foi assim que neste dia teve lugar a cerimónia da abertura do primeiro ano lectivo da Delegação da UP de Nampula no salão das suas instalações. Depois da cerimónia da abertura do ano lectivo as aulas do 1º Semestre tiveram início no dia 14 de Agosto. Nesta data foi possível dar cobertura a apenas 4 cadeiras, pois para as de Filosofia e Inglês não havia docentes. Esta situação foi ultrapassada a partir da 2º quinzena de Outubro, com a contratação dos drs. Ricardo Manuel Mugerema e Bento Bartolomeu Maiua para as cadeiras de Inglês e Filosofia, respectivamente. Assim, a Delegação contava já com com 9 docentes: Adelino Zacarias Ivala - Ass. Estag./Efectivo: C. Sociais; Lucas Mangrasse - Ass. Estag./Efectivo: C. Pedagógicas; Nicolau Atanásio - Ass. Estag./Efectivo: Linguística Geral; Fernando Caribo - Ass. Estag./Efectivo:Português; Lourenço Mat. Lindonde - Ass. Estag./Efectivo: Estudos Literários; Teodósio Simão Uatata - Ass. Estag./Efectivo: C. Sociais; Ricardo M. Mugerema - Ass. Estag./Contratado: Língua Inglesa; Bento Bartolomeu Maiua - 1º Assist./Contratado: C. Soc./Filosofia; João Laurentino - Leitor/I. Camões: Prática Pedagógica.
8 de Agosto de 1995

Vinda para Nampula de uma equipa de 3 docentes

No dia 8 de Agosto veio para Nampula uma equipa de 3 docentes: dr. Nicolau Atanásio, dr. Fernando Caribo (in memorian) e dr. Lourenço Mateus Lindonde. Vieram acompanhados pela dra. Cecília Mavale (Directora da Faculdade de Línguas) e dr. Abdulcarimo Ismael (Chefe da Comissão Instaladora da Delegação, em substituição do dr. Malinda que fora para o Brasil desde os princípios do ano). A equipa trouxe consigo o resto dos materiais comprados no Maputo. A vinda dos docentes da equipa do Maputo veio contribuir para a aceleração dos preparativos com vista à abertura do ano lectivo: com efeito, foi nesta altura em que foram elaborados e distribuídos os horários pelos docentes. Procedeu-se à programação das aulas. Para coordenador do curso havia sido indicado o dr. Nicolau Atanásio.
19 de Junho de 1995

A Delegação de Nampula passou a dispor de um edifício

No dia 19 de Junho e em cumprimento do despacho nº 1/95, de 4 de Maio do novo Governador da Província, o Eng. Rosário Mualeia, a Delegação da já UP passou a dispor de um edifício, em virtude da mudança do Conselho Executivo da Cidade de Nampula para outras instalações. Neste período, foi admitido o pessoal auxiliar e técnico-administrativo, nomeadamente: Lucas Venâncio Macaliha - Chefe de RH/ Administração/Finanças; Teresa E. M. Augusto - Oficial de Administração e Finanças; Argentina Serafim Lopes - Secret. de Direcção; Ana Mª Adriano Muimela - Bibliotecária; João Ambasse - Motorista; Amélia F. C. Cassambai - Servente; Isac Joaquim - Servente; Francisco Sorte - Guarda; Mucussete Pinto Passaropa –Guarda.
Junho de 1995

Vinda do dr. Lucas Mangrasse, docente para a área das Ciências Pedagógicas

A partir desta altura os preparativos tomaram um ritmo acelerado. Nos princípios do mês de Junho de 1995 veio para Nampula o dr. Lucas Mangrasse, docente para a área das Ciências Pedagógicas trazendo de Maputo computadores e seus componentes. A abertura de contas bancárias era a condição principal para a transferência de fundos de Maputo para Nampula, por isso, assim que chegou o dr. Lucas Mangrasse, tratou-se de abrir, conforme as instruções recebidas, duas contas: uma no Banco Comercial de Moçambique (BCM) e outra no Banco Popular do Desenvolvimento (BPD).
Janeiro de 1995

Ida do dr. Adelino Zacarias Ivala para o Maputo com vista a acelerar os preparativos

O dr. Adelino Zacarias Ivala dirigiu-se para o Maputo com vista a acelerar os preparativos. Foi nessa altura que o Magnífico Reitor emitiu dois despachos: um que criava a Delegação do ISP na Cidade de Nampula e outro que nomeava o dr. Ivala para Director da nova instituição.
Criação da Delegação pelo despacho Nº 04/ISP/GR/95

5 de Janeiro de 1995

A Delegação da Universidade Pedagógica na Cidade de Nampula é uma das unidades orgânicas desta instituição que, de acordo com os seus estatutos (artº. 10), foi concebida para realizar os objectivos desta instituição de Ensino Superior na Zona Norte do país. Foi criada pelo despacho Nº 04/ISP/GR/95 de 5 de Janeiro de 1995, do Magnífico Reitor do então Instituto Superior Pedagógico (ISP), com efeitos a partir de 1 de Janeiro de 1995 “ao abrigo do Artigo 9 do Estatuto Orgânico do Instituto Superior Pedagógico (Diploma Ministerial nº 73/85) e do Despacho de Sua Excelência o Ministro da Educação de 14 de Outubro de 1987.” A sua instalação na Cidade de Nampula resultou de uma conjugação de esforços de diversos agentes e entidades.
12 a 14 de Abril de 1994

Vinda da delegação do ISP a Nampula

Veio a Nampula uma delegação do ISP chefiada pelo Magnífico Vice-Reitor dr. Alcido Nguenha e que integrava o dr. Abdulcarimo, a dra. Maria João e o dr. Adelino Zacarias Ivala que cá se encontrava. Os trabalhos desta equipa compreenderam visitas às instalações do Instituto Médio Pedagógico; encontros com responsáveis da DPE, leitores do Instituto Camões, representantes de ONG’s estrangeiras sedeadas em Nampula (IBIS, CONCERN e COCAMO) e Arcebispo de Nampula. Estes encontros visavam a sensibilização destas entidades para a necessidade da abertura da Delegação do ISP em Nampula e solicitar-se-lhes o apoio necessário e possível.
1994

Primeiro docente para a Cidade de Nampula

Em Fevereiro de 1994, o ISP destacou o seu primeiro docente para a Cidade de Nampula, o dr. Adelino Zacarias Ivala. Este vinha com a missão de dar continuidade aos contactos iniciados com vista à criação de condições para a abertura da Delegação na Cidade de Nampula.
1993

Em 1993 começa a surgir a ideia de criação do primeiro curso

No ano seguinte, 1993, já começa a surgir a ideia de criação do primeiro curso, tanto por parte da Direcção Provincial da Educação (DPE) de Nampula, como do ISP. Enquanto decorriam os contactos OS PRIMEIROS CONTACTOS PARA ABERTURA DA DELEGAÇÃO DE NAMPULA exploratórios com vista à criação de condições para a abertura da Delegação do ISP nesta região do país, a DPE de Nampula recebeu, no último semestre de 1993, uma equipa de 2 leitores do Instituto Camões que vinham para colaborar no aperfeiçoamento pedagógico e científico dos professores da Língua Portuguesa na Província. A DPE achou que para o melhor aproveitamento da presença daqueles leitores devia-se organizar um curso de formação que conferisse um grau académico. Dessa maneira surgiu a ideia de se abrir um curso de Bacharelato em Ensino de Português.
De 21 de Abril a 2 de Maio de 1992

Ideia inicial para a criação da Delegação

A ideia inicial era de se criar a Delegação no distrito da Ilha de Moçambique. De 21 de Abril a 2 de Maio de 1992, o dr. Abdulcarimo Ismael, representando o então ISP, começou a estabelecer contacto com as entidades da Educação, do Governo da Província e do Conselho Executivo da Ilha de Moçambique, com a intenção de se estudar: que cursos seriam de maior interesse; onde iria funcionar a Delegação; que possibilidades haveria para a obtenção de casas para o alojamento de docentes; que Organizações ou Instituições não-Governamentais poderiam apoiar a ideia. A ideia da criação de uma Delegação em Nampula foi, por todos, considerada bem-vinda. Contudo, o Governador Alfredo M. S. B. Cepeda Gamito não concordou com a ideia de se ministrar cursos na Ilha de Moçambique devido ao seu isolamento, pelo que se optou pela Cidade de Nampula.