brevemente

brevemente

VISÃO

A Universidade Rovuma pretende ser uma instituição de ensino superior de qualidade e excelência no processo de ensino e aprendizagem e nos serviços de pesquisa e extensão a nível nacional, regional e internacional.

MISSÃO

A Universidade Rovuma tem como missão formar técnicos superiores com qualidade de modo a que contribuam de forma criativa para um desenvolvimento económico sociocultural sustentável.

VALORES

Excelência Académica | Cultura Académica | Liberdade de Pensamento e de expressão | Autonomia | Internacionalização | Humanismo e Integridade | Igualdade e Equidade | Reforço da cidadania, do patriotismo, da consciência cívica e ética | Laicidade | Inserção comunitária | Inovação e criatividade

visualização: 890

Reitor da Universidade Rovuma apela aos recém graduados ao patriotismo

Por Vasco da Gama (colaboração)

O reitor da Universidade Rovuma (UniRovuma), Prof. Doutor Mário Jorge Brito dos Santos, apelou hoje, na Cidade de Montepuez, a cerca de duas centenas de recém graduados desta instituição de ensino superior a demonstrarem um patriotismo, num momento em que o País vive momentos de tranquilidade em razão da assinatura, recentemente, do acordo que põe termo às hostilidades entre as tropas governamentais e ex-gerrilheiros da Renamo.

Brito dos Santos falava na cerimónia de graduação de novos quadros superiores formados em diferentes áreas do saber pela Universidade Rovuma, uma das cinco instituições de ensino saída da extinta Universidade Pedagógica de Moçambique.

“Para vocês, em particular, tenho uma só palavra: abracem o patriotismo”, sublinhou Brito dos Santos, acrescentando que “o patriotismo resume, hoje, tudo o que vos poderia dizer, que sejam exemplares pela Pátria”.

Essa missão, segundo ele, passa pelo uso das ferramentas que os recém graduados obtiveram na universidade, defendendo os princípios científicos, morais e legais que promovam e protejam a nação moçambicana.

Na sua alocução, presenciada não apenas pelos graduados como também pelos seus familiares e entidades convidadas para o efeito, entre eles o reitor da Universidade Pedagógica de Maputo, Prof. Doutor Jorge Ferrão, Brito dos Santos fez a radiografia que culminou com a criação de cinco novas universidades resultantes da reestruturação da antiga Universidade Pedagógica.

Esteve igualmente presente a directora provincial dos Transportes e Comunicações de Cabo Delgado, Felicidade Costa, em representação do governador desta província Júlio Parruque.

A cerimónia, segundo ele, surge em circunstâncias de reestruturação da UP em cinco universidades, incluindo a Universidade Rovuma, constituída pelas antigas delegações da UP em Montepuez, Nampula e Niassa.

“Estamos a passar por momentos de ansiedade e incerteza em relação ao que o futuro nos reserva a todos na UniRovuma, mas fiquem descansados pois o trabalho que está a ser realizado por várias comissões constituídas visa melhorar as condições de todos nós como comunidade e promover o desenvolvimento da nossa instituição”, disse.

Para o reitor da UniRovuma, as comissões estão a levar em consideração as características e necessidades de cada grupo da comunidade universitária e as mesmas buscam um alinhamento com relação aos melhores caminhos de desenvolvimento institucional.

As mudanças que, porventura, ocorrerem serão mudanças para o melhor e não o contrário, acrescentou, reiterando o comprometimento da universidade com o desenvolvimento das comunidades, sendo o actual desafio estabelecer um perfil orientado mais para a prática e para a técnica, uma universidade moderna, mais internacional e reconhecida.

Graduação de despedida

Por seu turno, Jorge Ferrão, reitor da Universidade Pedagógica de Maputo, anunciou que as cerimónias de graduação que estão a ocorrer, presentemente, são as últimas que se realizam sob chancela da UP, de um Registo Académico unificado.

Para Ferrão, em próximas edições elas serão realizadas no contexto de cada universidade surgida da reestruturação da UP. “A nossa presença aqui é resultado de um entendimento institucional que impõe e reconhece  a graduação de 2019 como ainda fazendo parte da estrutura académica da então globalizada Universidade Pedagógica”, explicou.

“Fomos a Universidade Pedagógica, hoje somos universidades diferentes, mas partilhando os mesmos sonhos”, acentuou o Prof. Doutor Jorge Ferrão, notando que o desenvolvimento sócio-económico dos últimos anos no País coloca desafios exigentes às universidades.

“A nossa responsabilidade continuará a ser a de prover um conhecimento científico, por excelência, para cada um de vocês, por forma a assegurar que estejam equipados com as ferramentas essenciais, para fazerem a diferença e agregarem vários esforços que têm sido desenvolvidos para dotar Moçambique de novas mentes e profissionais à altura do seu desenvolvimento”, enfatizou Jorge Ferrão.

Esta foi a sexta cerimónia de graduaçao que a extinta UP realiza em Montepuez e a primeira no quadro da UniRovuma. A outras será realizada na próxima Sexta-feira na Extensão do Niassa, culminando com a de Nampula, já no final do corrente mês.