secretariageral@unirovuma.ac.mz

brevemente

VISÃO

A Universidade Rovuma pretende ser uma instituição de ensino superior de qualidade e excelência no processo de ensino e aprendizagem e nos serviços de pesquisa e extensão a nível nacional, regional e internacional.

MISSÃO

A Universidade Rovuma tem como missão formar técnicos superiores com qualidade de modo a que contribuam de forma criativa para um desenvolvimento económico sociocultural sustentável.

VALORES

Excelência Académica | Cultura Académica | Liberdade de Pensamento e de expressão | Autonomia | Internacionalização | Humanismo e Integridade | Igualdade e Equidade | Reforço da cidadania, do patriotismo, da consciência cívica e ética | Laicidade | Inserção comunitária | Inovação e criatividade

Acessos: 851

Edilidade concede terreno à Universidade Rovuma

 O Conselho Municipal de Angoche acaba de atribuir um terreno à Universidade Rovuma (UniRovuma), nos arredores daquela cidade costeira, para a construção de futuras instalações desta instituição de ensino superior naquela autarquia.

Uma delegação da UniRovuma esteve, recentemente, naquela urbe para discussões com responsáveis da edilidade local ligadas aos procedimentos burocráticos inerentes ao terreno, situado numa das bermas da principal estrada que dá acesso à cidade, e que tem uma extensão de 10 hectares.

A delegação era composta pelos diretores da Administração e Desenvolvimento Institucional, Académico, das Finanças e do Património, respectivamente, José Baptista, Adelino Inácio Assane, Juma Muteliha e Arlindo Nkadibuala.

Na reunião entre os diretores e responsáveis municipais, o Mestre José Baptista deixou claro que se devem acautelar todos os procedimentos para que não se entre em choque com a população que ainda mantém as suas benfeitorias no terreno em causa.

A vereação de Infraestruturas e Construções do Município de Angoche já fez o levantamento das benfeitorias lá existentes, embora os respectivos residentes não tenham o documento relativo ao Direito de Uso e Aproveitamento de Terra (DUAT).

O que a Universidade Rovuma vai fazer daqui em diante é organizar-se em termos financeiros para o pagamento das benfeitorias, já que, sendo uma instituição pública, está isento de pagamento de taxas de ocupação de terra.

O diretor das Finanças, Mestre Juma Muteliha, tranquilizou os poucos residentes que, subitamente, apareceram durante a visita ao terreno, informando-lhes que a instituição vai criar condições para que o processo de reembolso pelas benfeitorias seja concluído o mais breve possível.

“Por se tratar de uma instituição do Estado o processo poderá demorar um pouco, mas tudo faremos para que recebam os vossos valores sem quaisquer constrangimentos”, disse Muteliha.

Para além deste terreno, situado a sensivelmente sete quilómetros do centro da cidade de Angoche, a UniRovuma recebeu, igualmente, uma casa concedida pelo governo distrital, a qual servirá para acomodar docentes e funcionários da instituição que se desloquem àquela região.