brevemente

brevemente

VISÃO

A Universidade Rovuma pretende ser uma instituição de ensino superior de qualidade e excelência no processo de ensino e aprendizagem e nos serviços de pesquisa e extensão a nível nacional, regional e internacional.

MISSÃO

A Universidade Rovuma tem como missão formar técnicos superiores com qualidade de modo a que contribuam de forma criativa para um desenvolvimento económico sociocultural sustentável.

VALORES

Excelência Académica | Cultura Académica | Liberdade de Pensamento e de expressão | Autonomia | Internacionalização | Humanismo e Integridade | Igualdade e Equidade | Reforço da cidadania, do patriotismo, da consciência cívica e ética | Laicidade | Inserção comunitária | Inovação e criatividade

visualização: 488

A Magnífica vice-reitora da Universidade Rovuma (UniRovuma) apelou hoje, na Vila Municipal de Montepuez, em Cabo Delgado, a uma profunda reflexão sobre os recursos minerais e hidrocarbonetos, por forma a que a sua exploração traga benefícios para o País e os seus cidadãos.

A Prof. Doutora Sarifa Fagilde falava na abertura da Conferência Internacional sobre Recursos Minerais e Hidrocarbonetos, evento organizado pela UniRovuma – Extensão de Cabo Delgado, reunindo cerca de 80 participantes, entre nacionais e estrangeiros.

Na sua intervenção, a Magnífica vice-reitora começou por apresentar, em linhas gerais mas de forma rsumida, esta nova instituição de ensino superior, considerando-a “um bébé, que nasceu a pouco tempo, tendo dado alguns passos e que trás, no seu historial, uma experiência assinalável”, pois surgiu da reestruturação da Universidade Pedagógica de Moçambique

Para a Prof. Doutora Fagilde, a UniRovuma é uma instituição que prima pela qualidade, pela excelência e pela referência, sendo que este desiderato passa, também, pela organização de eventos científicos que visem responder as necessidades do País face ao seu desenvolvimento sócio-económico.

Esta conferência visa igualmente, segundo a vice-reitora, proporcionar um momento de reflexão, de partilha de experiências rumo à busca de caminhos que transformem a exploração de recursos minerais e hidrocarbonetos em oportunidades de desenvolvimento da economia de Moçambique e, consequentemente, da melhoria da qualidade de vida dos moçambicanos.

 Durante dois dias, a conferência, a decorrer sob o lema “Perspectivando o Desenvolvimento Integrado de Moçambique”, vai discutir vários temas relacionados com os recursos minerais e hidrocarbonetos.

Dos temas propostos, destacam-se os relacionados com “Matérias-primas minerais críticas: contributo para o desenvolvimento sustentável”, apresentado na manhã de hoje pelo Professor Cetedrático Fernando Tavares Rocha, da Universidade Aveiro, em Portugal, e “Indústria mineira em Moçambique:Exploração de recursos de riscos sócio-ambientais associados”, à responsabilidade do Prof. Doutor Gustavo Sobrinho Dgedge, da Universidade Pedagógica de Maputo, a ser apresentado na Quinta-feira, no segundo e último dia do encontro.

Vasco da Gama